Não podemos negar: quando se trata do nosso corpo, todas as áreas de saúde são, obviamente, importantes. A Fisioterapia, no entanto, tende a ser “esquecida” pela maior parte das pessoas.

Porquê? Porque, a verdade, é que são poucos aqueles que reconhecem a necessidade de ter ajuda especializada. São muitos os sinais e sintomas que ignoram e, isso, pode resultar em consequências graves para qualquer paciente.

Se for esse o seu caso, não minimize os sinais — nem descure a sua saúde. Por ser tão abrangente, a Fisioterapia pode tornar-se complexa para aqueles que, efetivamente, precisam de ajuda.

Para que isso não lhe aconteça, reunimos algumas características desta área, de forma a que nunca mais fique com dúvidas.
Tratamento de fisioterapia que recorre à energia elétrica

A importância da Fisioterapia


A Fisioterapia desempenha um papel muito importante em todos os níveis, quer interna, quer externamente. É certo que pode associá-la unicamente à melhoria de movimentos, mas esta área é muito mais do que isso.

A Fisioterapia presta igual atenção à anatomia de cada ser humano. À sua composição, assim como ao bom funcionamento dos seus músculos e órgãos.

Desengane-se, por isso, se pensa que só precisa de recorrer a um fisioterapeuta quando sente algum desconforto muscular ou, até, após ter tido uma operação.

A Fisioterapia é, por exemplo, essencial para o normal funcionamento do sistema respiratório — sendo a fisioterapia respiratória a especialidade a seguir nesse caso.

Esta é uma área indispensável à manutenção da sua saúde e bem-estar e atua em diferentes contextos.

Tipos de Fisioterapia


Para entender, claramente, a importância da Fisioterapia, reunimos as suas principais especialidades. Aponte as características de cada uma, pois pode vir a precisar.

Crioterapia


A crioterapia baseia-se em tratamentos que dependem de temperaturas mais frias. Estas, podem ser aplicadas das mais diversas formas, como é o caso da imersão ou, até, das compressas. É uma especialidade muito usada para tratar inflamações.

Cinesioterapia


A cinesioterapia é uma das especialidades mais conhecidas (e também a mais usada). Esta especialidade estimula a movimentação dos pacientes através de exercícios específicos de alongamento, que fortalecem os músculos. Pode, ou não, recorrer a outras especialidades.

Fototerapia


Esta especialidade é outra das que comprovam a importância da Fisioterapia. A fototerapia utiliza a luz (como laser ou infravermelhos) em diferentes tipos de dor, para reduzi-la. É usada para minimizar inflamações e reparar tecidos, por exemplo.

Paciente a ser tratada com tratamentos de fisioterapia a laser


Eletroterapia


Tal como o próprio nome indica, a eletroterapia recorre ao uso de corrente elétrica para os seus tratamentos. Assim, as partes do corpo a tratar são estimuladas através dessa energia, recorrendo a diferentes intensidades (dependendo do tipo de lesão).

Hidroterapia


A hidroterapia trata os pacientes através dos benefícios da água — que pode ser fria ou morna. Dependendo da lesão, cada paciente pode ser total ou parcialmente imerso (já que o problema pode ser mais ou menos grave).

Terapia manual


Como o nome indica, a terapia manual trata cada paciente através da força das mãos. Nesta especialidade, não são usados, por isso, tratamentos que dependam de equipamentos específicos, energia elétrica ou água.

Termoterapia


São muitas as pessoas que recorrem à termoterapia para aliviar a dor ou, então, para relaxar determinados músculos. Esta especialidade da Fisioterapia utiliza o calor (húmido ou seco) para tratar os pacientes.

Por esta altura, já terá percebido a importância que Fisioterapia tem, assim como o papel que desempenha na manutenção da sua saúde e bem-estar.

Existem várias especialidades associadas a esta área, o que demonstra a sua versatilidade e eixos de aplicação. 

Por isso — se for esse o caso —, não ignore os sinais. A Fisioterapia pode eliminar o seu problema desde que procure ajuda atempadamente.

Certifique-se de que faz uma avaliação antes de contratar qualquer tipo de serviço. Perceba se a equipa de fisioterapia que vai escolher é especializada naquilo que precisa.

Depois, basta confiar nos profissionais.