A fisioterapia respiratória é uma das especialidades da Fisioterapia que tem ganho mais importância nos últimos tempos. O papel que desempenha na recuperação de determinadas patologias é essencial para qualquer pessoa.

Saber como (e quando) recuperar de um problema respiratório é crucial em todos os contextos — mais ainda quando é acompanhado por profissionais especializados.

Aliás, esse acompanhamento é essencial e indispensável. Perceba, por isso, qual é a importância da fisioterapia respiratória e quais os seus benefícios principais.

Máscara respiratória usada na Fisioterapia


A importância da fisioterapia respiratória


A fisioterapia respiratória é uma especialidade em grande crescimento. É frequente pensarmos na Fisioterapia como uma área que se dedica exclusivamente à mobilidade das pessoas, mas a verdade é que não se fica por aí.

Reaprender a respirar, nomeadamente após eventos traumáticos (ou que causam problemas graves), é essencial. Esta é uma especialidade muito procurada em todas as doenças que afetam o sistema respiratório.

Problemas como a asma, a bronquite, ou algum tipo de insuficiência respiratória, são exemplos disso mesmo. Nestes (e noutros) casos, é altamente aconselhado procurar profissionais especializados em fisioterapia respiratória.

Aliás, esse acompanhamento é imprescindível. Não tente, por isso, fazer exercícios respiratórios sem a devida supervisão.

Na verdade, esta especialidade da fisioterapia é também praticada em contexto hospitalar. Falamos, por exemplo, de pessoas que foram operadas ou que tenham sido entubadas durante algum tempo.

Respirar é uma função vital. Reaprender a fazê-lo é, por isso, essencial.

Os principais benefícios da fisioterapia respiratória


São muitas as estratégias usadas na fisioterapia respiratória. Daí ser tão importante ter os melhores especialistas por perto.

Independentemente do seu contexto, e do local em que for praticada, esta especialidade da Fisioterapia é muito útil e benéfica para todos os pacientes que recorram aos seus exercícios e estratégias.

São muitas as vantagens que a fisioterapia respiratória representa, das quais destacamos as principais:

  • Elimina secreções que existam em excesso (nos pulmões e nas vias aéreas);
  • Expande a capacidade pulmonar;
  • Atua na limpeza e desobstrução das vias aéreas;
  • Diminui a duração do internamento hospitalar (quando ele existe);
  • Facilita o alcance de oxigénio, que chega mais rapidamente a todo o corpo;
  • Melhora a dificuldade respiratória;
  • Melhora as trocas gasosas.

É simples perceber, por isso, a importância da fisioterapia respiratória. São várias as doenças que podem precisar dela, daí ser tão importante existir um acompanhamento especializado.

Esta especialidade da Fisioterapia é essencial em diferentes fases. É essencial não só no tratamento de problemas respiratórios, como também na sua prevenção. A fisioterapia respiratória atua, por isso, nos seguintes eixos:

  • Avaliação e monitorização de patologias respiratórias;
  • Diminuição de eventuais fatores de risco;
  • Diminuição da mortalidade (em casos mais extremos);
  • Tratamento de problemas respiratórios;
  • Redução de sintomas;
  • Melhoria da gestão de esforço;
  • Melhoria do estado de saúde geral.
Criança a praticar exercícios respiratórios com a ajuda de uma médica


Quando recorrer à fisioterapia respiratória


Esta decisão tem de ter acompanhamento e aval de profissionais especializados. É importante que não recorra à fisioterapia respiratória por iniciativa própria.

Contudo, deve saber que, esta especialidade da Fisioterapia, é praticada em todas as idades. Da mesma forma que adultos e pessoas mais idosas precisam desse género de exercícios, também as crianças podem precisar da mesma ajuda.

Tudo depende, é claro, daquele que é o seu estado de saúde e das doenças respiratórias que tem. Mas, se uma operação se aproxima (dependendo da especificidade), é provável que também precise de praticar exercícios respiratórios específicos aquando da recuperação.

Por isso, recorra sempre à ajuda médica antes de consultar os fisioterapeutas. A verdade é que, essa, é a ordem natural do processo, pelo que todos os especialistas estarão prontos para ajudar em qualquer contexto.

Dependendo do seu estado de saúde respiratória, os tratamentos podem ser mais ou menos longos. Cada caso é um caso. Por isso, aconselhe-se, previamente, junto dos profissionais que podem ajudar.