Sente dores nas articulações?

Se a sua resposta é afirmativa, há possibilidade de sofrer de artroses. É claro que esta doença deve ser devidamente diagnosticada por um médico.

No entanto, é importante que preste atenção aos sinais. As artroses são muito comuns na coluna, mãos, joelhos, ancas e pés. Perceba, por isso, que doença é esta e o que pode fazer para diminuir o desconforto.

Médico identifica artrose na mão de um paciente


Artroses: a doença que afeta as articulações


A artrose é uma doença reumática. Além do desconforto, pode causar imensa dor e deve, por isso, ser diagnosticada e tratada a tempo. 

Esta patologia aparece quando a cartilagem das articulações está demasiado desgastada. Este desgaste, por sua vez, conduz ao espessamento gradual dos ossos — que pode causar dores extremas.

Ainda que as artroses estejam associadas a pessoas mais velhas, não é necessariamente verdade que, a doença, seja exclusiva dessa idade.

Tudo depende da condição de cada pessoa, do seu historial clínico e, até, de questões hereditárias. As artroses são muito comuns em pessoas com excesso de peso, por exemplo, independentemente da idade que tenham.

Por isso, é importante que reconheça os primeiros sinais. 

Os principais sintomas da artrose


Antes de recorrer à Fisioterapia, a artrose tem de ser detetada por cada paciente. Estes são os principais sintomas:

  • Aumento de tamanho ou volume da zona afetada: quando as artroses aparecem nas mãos, é comum que os dedos comecem a ficar muito inchados na área afetada, provocando dor. O mesmo acontece nos joelhos, por exemplo;
  • Rigidez muscular e dor nos movimentos: principalmente quando se começa a mexer após um longo período de inatividade (como quando dorme). Pode sentir os mesmos sintomas em movimentos mais imediatos, como quando se senta ou levanta.

De uma forma geral, é possível notar a existência de artroses quando existe dor numa zona específica do corpo, ou quando a mesma está mais volumosa do que deveria.

Paciente sente dor no joelho, provocada por uma artrose


Como tratar a artrose


A verdade é que não existe cura. Existe, isso sim, formas de controlar a dor, minimizando-a. Há vários tipos de tratamentos que podem ser realizados, dependendo de cada caso.

Por esse motivo, deve sempre consultar um profissional de saúde antes de optar por qualquer tratamento por iniciativa própria. E há vários:

  • Gelo ou calor: ambas as formas de tratamento conseguem reduzir inflamações ou espasmos musculares. Esta forma de tratamento pode, por exemplo, passar pela crioterapia, uma das especialidades da Fisioterapia;
  • Terapia manual: são muitos os casos em que se consegue diminuir a dor através de massagens e outros exercícios musculares muito específicos;
  • Eletroterapia: este é outro dos exemplos que mostra a importância da Fisioterapia no tratamento das artroses. Através de aparelhos que usam a energia elétrica e a luz, é possível reduzir a dor das zonas afetadas;
  • Cinesioterapia: esta é outra das especialidades da Fisioterapia que, através de exercícios de fortalecimento muscular, consegue diminuir a dor e desconforto provocados pelas artroses.

Como prevenir a artrose


É certo que não podemos garantir, com total certeza, que nunca vai sofrer de artroses. Mas é igualmente certo que há medidas que pode adotar para tentar que a doença não apareça. E algumas são relativamente simples de adotar:

  • Fazer exercício físico;
  • Adotar um regime alimentar equilibrado e variado;
  • Usar roupa e calçado confortável, de forma a reduzir a pressão nas articulações;
  • Fazer-se acompanhar sempre por um especialista, que siga, de perto, o seu estado de saúde;
  • Fazer check-ups e exames com regularidade.

E, lembre-se: é sempre importante prestar a máxima atenção ao mais pequeno dos sinais. Só assim é que vai conseguir identificar uma artrose numa fase inicial e prevenir, dessa forma, sentir demasiada dor.

Nessas alturas, só vai conseguir diminuir o desconforto depois de algumas sessões de fisioterapia. De qualquer das formas, é possível lidar e reduzir a dor com o acompanhamento certo e próximo.