A Doença de Parkinson é uma doença neurológica crónica que decorre da deterioração dos neurónios dopaminérgicos dos gânglios da base, ao nível da substância nigra(responsável pelo controlo dos movimentos voluntários, de algumas funções cognitivas e da aprendizagem, das emoções e dos mecanismos de recompensa2) e é considerada a doença neurodegenerativa mais comum em todo o mundo depois da Doença de Alzheimer3. Os sintomas típicos desta doença são o tremor, a bradicinesia (lentificação de movimentos) e a rigidez das articulações. O diagnóstico é guiado principalmente pelos sintomas motores mas podem existir também sintomas não motores como disfunção do Sistema Nervoso Autónomo (que se pode manifestar através de alterações cardíacas, gastrointestinais, urogenitais, da transpiração, da regulação da temperatura corporal, do sono ou da respiração4) alucinações e depressão que podem dificultar o processo inicial de diagnóstico5.

Uma das principais causas de morbilidade associadas às doenças neurodegenerativas como a Doença de Parkinson é a ocorrência de quedas. Estas estão frequentemente associadas à falta de equilíbrio e de controlo da postura, à perda de reflexos perante situações de desequilíbrio e ao fenómeno de freezing6 (em que ocorre momentaneamente um súbito bloqueio nos movimentos, como se a pessoa ficasse “congelada”, especialmente ao tentar começar a andar, ao passar por espaços apertados e perante obstáculos, como um degrau). O risco de queda associado a esta doença poderá ter outras consequências negativas, por vezes graves, como fracturas e internamento hospitalar7. A Doença de Parkinson provoca também perturbações na realização das actividades da vida diária e na mobilidade, comprometendo a marcha, o equilíbrio, a postura e as transferências8 (passagem de uma cadeira para uma cama, ou vice-versa, por exemplo) e a sua progressão conduz a um estado de dependência, inactividade e isolamento social que diminui a qualidade de vida dos doentes e das suas família9.

A Fisioterapia é um importante complemento à terapêutica farmacológica e aos tratamentos neurocirúrgicos para a melhoria de várias limitações provocadas pela Doença de Parkinson e dispõe de inúmeras estratégias e modalidades de tratamento, tais como10:

- Fortalecimento muscular;
- Treino aeróbio;
- Treino de marcha;
- Treino de equilíbrio e de coordenação;
- Pilates Clínico, pelos benefícios que se começam a comprovar ao nível do equilíbrio, da capacidade física e da função dos membros inferiores em pessoas com Doença de Parkinson11.

Contacte a Clínica Physiokinesis para saber mais sobre como a Fisioterapia pode ajudar a viver melhor com a Doença de Parkinson!



Referências:

1Brognara L, Palumbo P, Grimm B, Palmerini L (2019). Assessing Gait in Parkinson's Disease Using Wearable Motion Sensors: A Systematic Review. Diseases. 2019; 7:18

2Sonne J, Reddy V, Beato MR. Neuroanatomy, Substantia Nigra. [Updated 2020 Nov 8]. In: StatPearls [Internet]. Treasure Island (FL): StatPearls Publishing; 2021 Jan-. Disponível em:
3Andlin-Sobocki">https://www.ncbi.nlm.nih.gov/b...
P, Jönsson B, Wittchen HU, Olesen J. Cost of disorders of the brain in Europe. Eur J Neurol. 2005;12:1-27

4Micieli G, Tosi P, Marcheselli S, Cavallini A. Autonomic dysfunction in Parkinson's disease. Neurol Sci. 2003;24 Suppl 1:S32-4

5Halli-Tierney AD, Luker J, Carroll DG. Parkinson Disease. Am Fam Physician. 2020;102(11):679-691

6Michałowska M, Fiszer U, Krygowska-Wajs A, Owczarek K. Falls in Parkinson's disease. Causes and impact on patients' quality of life. Funct Neurol. 2005;20(4):163-8

7Voss TS, Elm JJ, Wielinski CL, et al. Fall frequency and risk assessment in early Parkinson’s disease. Parkinsonism Relat Disord. 2012;18:837-841.

8Keus SH, Bloem BR, Hendriks EJ, Bredero‐Cohen AB, Munneke M. Evidence‐based analysis of physical therapy in Parkinson's disease with recommendations for practice and research. Mov. Disord. 2007;22, 451-460

9Schrag A, Jahanshahi M, Quinn N. What contributes to quality of life in patients with Parkinson's disease? J Neurol Neurosurg Psychiatry. 2000;69(3):308-12

10Radder DLM, Lígia Silva de Lima A, Domingos J, Keus SHJ, van Nimwegen M, Bloem BR, de Vries NM. Physiotherapy in Parkinson's Disease: A Meta-Analysis of Present Treatment Modalities. Neurorehabil Neural Repair. 2020;34(10):871-880

11Suárez-Iglesias D, Miller KJ, Seijo-Martínez M, Ayán C. Benefits of Pilates in Parkinson's Disease: A Systematic Review and Meta-Analysis. Medicina (Kaunas). 2019;55(8):476